Levando a notícia até você

    1º Salão do Livro de Carajás vai priorizar escritores da região

    em Região por
    O 1º Salão do Livro de Carajás integra a programação da XXII Feira Pan-Amazônica do Livro, que será realizada no Hangar, em Belém

    Marabá, município do sudeste paraense, vai sediar o 1º Salão do Livro de Carajás, no período de 27 de abril a 06 de maio, no Centro de Convenções. As reuniões para definir a programação do evento, que faz parte da XXII Feira Pan-Amazônica do Livro, já começaram. Nesta quinta-feira (15), na Biblioteca Pública Municipal Orlando Lima Lobo, na Velha Marabá, se reuniram representantes das secretarias de Estado de Cultura (Secult) e Educação (Seduc), e Municipal de Cultura, da Academia de Letras de Marabá, Associação de Escritores do Sul e Sudeste do Estado, Academia Brasileira de Letras e Câmara Municipal de Vereadores.

    Ana Catarina Brito, diretora de Cultura da Secult, ressaltou que o Salão do Livro de Carajás é um anseio antigo. “Marabá é referência para o Sul e Sudeste, e com a instalação do Centro de Convenções, que oferece a infraestrutura necessária para um evento desse porte, a gente vai preencher essa lacuna”, informou a diretora, acrescentando que a programação será formada por autores que já participam da Feira Pan-Amazônica do Livro, mas a prioridade é para autores regionais.

    VEJA MAIS COMO TER UMA QUALIDADE DE VIDA COM BONS LIVROS…

    Segundo o presidente da Associação de Escritores do Sul e Sudeste do Estado do Pará, Bertim Di Carmelita, só em Marabá há mais de 30 escritores em atividade. “É uma satisfação enorme ter um evento dessa magnitude aqui. Nós estamos pleiteando uma maior participação dos escritores da região, além de um festival de música e poesia”, disse o presidente da Aessp.

    O Carajás Centro de Convenções, um dos maiores e mais modernos espaços de eventos do Brasil, vai sediar o 1º Salão do Livro do sudeste paraense

    Vasta programação – O Salão do Livro de Carajás é resultado de um convênio entre o Governo do Pará, via Secult, e Prefeitura de Marabá. O secretário Municipal de Cultura, José Scherer, explicou que o evento vai contar com várias atividades, contemplando não só a população do município.

    “Marabá já teve a feira do livro, e agora a gente está resgatando um desejo dos acadêmicos, da classe estudantil e sociedade em geral. Haverá uma série de atividades, como palestras, seminários, oficinas e shows. Uma programação muito intensa para a população da região. Nós vamos fazer contato com as prefeituras do entorno e também fazer a aquisição dos livros. Será disponibilizado um vale-livro, no valor de R$ 200,00, para cada professor da rede estadual de ensino, e também um no valor de R$ 150,00 para cada professor da rede municipal de ensino de Marabá”, garantiu o secretário.

    Para Adão Almeida dos Santos, membro da Academia de Letras de Marabá, o salão vai “poder mostrar o potencial cultural da nossa região, o que representa um avanço e uma valorização da literatura regional”.

    Por Kelia Santos | agenciapara.com.br

    Deixe uma resposta

    Seu e-mail não será publicado.

    *

    Próximos

    Vá para o Topo